Domingo, 16 de Novembro de 2008

O teu valor

Sim!
Eu sempre dei valor ao teu ser…

Nunca te considerei apenas a minha companhia…
Será que era isso que tu sentias?
Tu eras o meu cobertor nas noites frias…
O meu ventilador nas noites de calor…
A água que matava a minha sede…
O gelado que me refrescava e que eu lambia docemente.
Eras o remédio que me curava…
O meu abrigo nas tempestades…
A minha luz na escuridão…
Eras a rede onde me deitava sempre que precisava descansar
Eras a onda do meu mar para jamais me afogar…apenas para me embalar.
Eras a ponte que eu atravessava sempre que o meu rio transbordava…
Tu eras a lua que me iluminava nas minhas noites de escuridão…
A minha estrela cadente do meu céu estrelado…
O meu sol sempre que o dia estava nublado…
Podias por vezes te sentires pequeno ao meu lado…
Mas garanto-te…
Sempre foste grande no meu coração.
Tu sempre tiveste a minha atenção…
E eu amo-te em profusão.
Eu sempre te irei estender a minha mão,
…mas embora …
Sempre tanha sentido tudo isto…
No meu dia-a-dia apenas apreciava a tua companhia…
Mas…
Agora que estas tão longe…
Senti uma imensa vontade de te dizer…

Sinto tanto a tua falta…

 

publicado por margarida às 00:20
link | comentar | favorito
2 comentários:
De almariano a 16 de Novembro de 2008 às 00:46
Sempre te amei sem nunca o expressar,
vivi a minha vida em torno da tua,
e agora que me estas a faltar,
sinto-me perante o mundo nua...


De NEOABJECCIONISMO a 16 de Novembro de 2008 às 22:56
Margarida.
Guida de cuja alma sinto a paixão ardente de um amor forte, amadurecido pelos anos, carente na passividade de momentos rotineiros, braseiro mantido no passar dos dias, que uma brisa mais forte, um sopro de ansiedade , fez soltar a chama.
É assim quando se ama. E assim o amor. Esse sentimento forte que teima em nos dominar e manter cativos, mesmo quando pensamos que se extinguiu. É um ciclo maravilhoso de viver, paixão amor, ternura, amor, paixão. Não há como sair dele. Apenas esperar o momento, como quando crianças, sabíamos já do brinquedo, mas só o podíamos ter no dia aprazado.
Sinto que estás feliz e deixo que a felicidade corra pelo teu corpo em doces vertigens do teu olhar.
Beijinhos de amigo


Comentar post

.Todas as fotos aqui publicadas são retiradas da web.SEJA ORIGINAL!!!! DIGA NÃO À CÓPIA... RESPEITE OS DIREITOS DE AUTOR!!!

https://1.bp.blogspot.com/_j3ubHZGDIqo/TTgaUuYnXlI/AAAAAAAAAg0/wGsttV7idGk/S220/Direitos_autorais_%25282%2529.png

.Os meus pensamentos não podem ser presos, levados pelo vento, muito menos cobertos pela areia...pois a liberdade está em sonhar, e o sonhar está na vontade e desejo de AMAR!!!

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.pensamentos recentes

. Olá

. Perder...

. E é isto....

. Preciso de ti...

. (Será) que quero saber?

. ...um dia...talvez...

. Seguir...

. Um sopro...

. Caminhos do destino...

. Tudo passa...

.pensamentos antigos

. Agosto 2015

. Setembro 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds