Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2007

A lenda dos Anjos...

        

Era uma vez, uma escola de anjos.
Que antes de se tornarem anjos de verdade, os anjos aprendizes passavam por um estágio.
Durante um certo período, eles saíam em duplas para fazer o bem e no final de cada dia, apresentavam ao anjo mestre um relatório das boas acções praticadas.
Um dia dois anjos estagiários, depois de vagarem exaustivamente por todos os cantos, regressaram frustrados por não terem podido praticar nenhum tipo de salvamento sequer.
Parece que, naquele dia, o mal estava de folga. Enquanto voltavam tristes, os dois se depararam com dois lavradores que seguiam por um caminho.
Neste momento, um deles, deu um grito de alegria, disse para o outro:
- Tive uma ideia. Que tal darmos o poder a estes dois lavradores por quinze minutos para ver o que eles fariam?
O outro respondeu:
- Tu ficas-te maluco? O anjo mestre não vai gostar nada disto!
Mas o primeiro arrematou:
- Não, acho que ele até vai gostar!
Vamos fazer isto e depois vamos contar-lhe.
E assim fizeram.
Tocaram com suas mãos invisíveis na cabeça dos dois e se puseram a observá-los. Poucos passos adiante, eles se separaram e seguiram por caminhos diferentes.
Um dos lavradores viu um bando de pássaros a voar na direcção e para a sua plantação.
Passou a mão na testa suada, disse:
- Por favor, meus passarinhos, não comam a minha plantação! Eu preciso que esta plantação cresça e produza, pois é daqui que tiro o meu sustento.
Naquele momento, ele viu, espantado, a plantação crescer e ficar pronta para ser colhida em questão de segundos.
Assustado, ele esfregou os olhos e pensou:
Devo estar cansado. E acelerou o passo.
Logo à frente, ele caiu ao tropeçar num pequeno porco que tinha fugido do curral. Mais uma vez, esfregou a testa e disse: Voltas-te a fugir porquinho!?
A culpa é minha mas eu vou construir um curral decente para ti.
Mais uma vez, espantado, ele viu o curral a transformar-se num local limpo e acolhedor, revestido em azulejos, com água corrente, e o porquinho já dentro do curral.
Esfregou novamente os olhos e apressou ainda mais o passo a dizer mentalmente:
Estou muito cansado!
Assim, ele chegou em casa e ao abrir porta, a tranca que estava pendurada caiu-lhe na cabeça. Ele, então, tirou o chapéu e esfregou a cabeça e disse:
- Outra vez e o pior é que eu não aprendo. Também, não tenho tido tempo. Mas ainda vou conseguir arranjar dinheiro para construir uma grande casa e dar um pouco mais de conforto à minha família.
Naquele exacto momento aconteceu o milagre. Aquela humilde casinha foi se transformando numa verdadeira mansão diante dos seus olhos.
Assustadíssimo, e sem perceber nada, convicto de que era tudo visões do seu cansaço, ele caiu numa enorme poltrona que estava na sua frente e em segundos, estava a dormir profundamente.
Minutos depois, ele ouviu alguém pedir socorro:
- Compadre! Ajude-me! Eu estou perdido!
Não teve tempo sequer para ferrar no sono e sonhar.
Ainda atordoado, sem entender o que se estava a passar, ele levantou-se a correr. Tinha na mente, imagens muito fortes de algo que ele não entendia bem, mas parecia um sonho.
Quando ele abriu a  porta, encontrou o amigo
em prantos.
Ele
lembrou-se que, poucos minutos antes, eles se tinham despedido no caminho e estava tudo bem.
Perguntou ao amigo o que se passava, e ouviu a seguinte história:
- Compadre, nós nos despedimos no caminho e eu segui para minha casa. Acontece que poucos passos mais há frente, eu vi um bando de pássaros a voar na direcção à minha plantação.
Ao ver tantos pássaros revoltou-me e eu gritei:
- Lá vêem vocês outra vez a estragarem e a comerem a minha plantação. Malditos pássaros que morram todos à fome!
Naquele exacto momento eu vi a minha plantação secar e todos os pássaros morrerem diante dos meus olhos!
Pensei comigo: Devo estar cansado e apressei o passo.
Andei um pouco mais e caí, depois de tropeçar no meu porco, que voltou a fugir do curral.
Fiquei muito bravo e gritei mais uma vez:
- Maldito porco voltas-te a fugir? Por que não cresce rápido para fazer chouriças e deixares de me dar trabalho?
Compadre, não é que o porco morreu ali mesmo, na minha frente?!
Acreditando estar vendo coisas, andei mais depressa e ao entrar em casa, caiu-me na cabeça a tranca da porta.
Naquele momento, como eu já estava consumido de raiva, gritei novamente:
Maldita casa...a cair aos pedaços, por que não ardes para acaba com isto?...
Para minha surpresa, meu compadre, naquele exacto momento a minha casa começou a arder, e tudo foi tão rápido que eu não pude fazer nada!
Mas...compadre, o que aconteceu com a tua casa?... De onde veio esta mansão?
Os anjos, depois de observarem tudo, foram-se embora, muito assustados, para irem contar ao Mestre dos Anjos o que se tinha passado.
Estavam muito apreensivos quanto ao tipo de reacção que Anjo-mestre iria ter ao saber daquela historia.
Mas tiveram uma grande surpresa.
O Anjo-mestre ouviu com muita atenção o relato. Muito orgulhoso deu os parabéns os dois pela ideia brilhante que tinham tido e resolveu decretar que, a partir daquele momento, todo ser humano teria 15 minutos de poder ao longo da vida.
Só que NINGUÉM jamais saberia quando estes 15 minutos de poder estariam em acção...

 
É claro que isto é apenas uma lenda…mas eu agora pergunto…
E se não for? E se os próximos 15 minutos fossem os teus?
Muito cuidado com tudo o que tu dizes, como ages e com aquilo que pensas!
Tua mente contribuirá para fazer e/ou receber o bem ou o mal, ao sintonizar com o que existe no mundo espiritual... De bom ou de mau.

sinto-me:
publicado por margarida às 21:32
link | comentar | favorito
2 comentários:
De eu.. a 10 de Dezembro de 2007 às 23:26
lindo...mas o importante no meio de toda essa lenta,é nao nos importarmos com apenas os nossos 15 minutos,mas levarmos toda a nossa vida como durace,os tais 15 minutos...pois é bom pensarmos q de cada 15 em 15 minutos,se estivermos a fazer algo de bom ,a alguem ....pode marcar toda a diferença,,o melhor é viver como se a vida dura se os tais 15 minutos..o valor das coisas nao esta no tempo q durao,,mas sim na intencidade q sao vividas,,e feitas..bjs dcs..


De Eunice a 11 de Dezembro de 2007 às 08:44
Mais uma vez adorei esta lenda!
Significa que devemos viver correctamente todos os minutos da nossa vida e não apenas de 15 em 15m! Bjs


Comentar post

.Todas as fotos aqui publicadas são retiradas da web.SEJA ORIGINAL!!!! DIGA NÃO À CÓPIA... RESPEITE OS DIREITOS DE AUTOR!!!

https://1.bp.blogspot.com/_j3ubHZGDIqo/TTgaUuYnXlI/AAAAAAAAAg0/wGsttV7idGk/S220/Direitos_autorais_%25282%2529.png

.Os meus pensamentos não podem ser presos, levados pelo vento, muito menos cobertos pela areia...pois a liberdade está em sonhar, e o sonhar está na vontade e desejo de AMAR!!!

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.pensamentos recentes

. Olá

. Perder...

. E é isto....

. Preciso de ti...

. (Será) que quero saber?

. ...um dia...talvez...

. Seguir...

. Um sopro...

. Caminhos do destino...

. Tudo passa...

.pensamentos antigos

. Agosto 2015

. Setembro 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds