Sexta-feira, 10 de Dezembro de 2010

Cansada...

 

O quarto arde... está em chamas, quentes, brilhantes.

As minhas lágrimas são faíscas de lume que incendeiam, mais uma vez....

Eu aqueço, ardo, friamente ardente, calorosamente congelada...

Não te sinto, não me sentes...

Estamos longe...

Estamos tão perto!

O céu caiu hoje mais uma vez, as decisões não são feitas de facilidades, mas têm de ser tomadas. Diz-me que o céu não caiu...,

Deixa-me sorrir...,

Diz-me que posso ser feliz sem ti....

Dá-me forças para por um ponto final.

Peço-te, desesperadamente, diz-me adeus, um adeus definitivo, sem possível volta, mantém a tua vida, mantém-te fiel ao que sempre fez parte da tua vida...

Afasto-me hoje, não porque não te amo, mas porque te amo demais, sei que um dia irás perceber que fui forte, e que me afastei de ti simplesmente por te amar de mais. Sei e admito que preciso de ti, não de uma forma possessiva, mas de uma forma ingénua e incrivelmente natural... Sabes que és o único para mim... sempre o foste!

Mas eu neste momento estou sem capacidades para aguentar...

Estou sem forças para continuar a lutar por uma coisa que nunca será minha...

Eu não sou de ferro!

O meu maior desejo era que a nossa relação fosse mais que isto.

Não sou desonesta contigo, nunca o fui, sabes e sentes que te amo, é demasiado notório para que te possas sequer fazer de desentendido, tenta perceber-me só desta vez, meu amor, só desta vez...

Não parto por não te amar, ou por querer amar outro alguém, parto apenas porque te amo demais...

Tive-te, por mais breves momentos que tenham sido, eu tive-te, uma e outra vez. Soube como era ser tua, senti como era a tua pele, conheci o teu cheiro, e provei o sabor do teu corpo... Completaste-me, envolveste-me, foste meu, e eu fui tua, uma e outra vez...

Desejei que o tempo pára-se... mas a vida é um jogo sem intervalo...sem pausas...

Eu sei que nunca serei capaz de afastar-te daquilo que é mais importante para ti.

E o mais importante para ti não sou eu...nunca o fui!

Talvez tenha sido ingénua por pensar que poderias vir a ser só meu, mas nunca o foste, nunca serás!

Poderíamos ter sido feitos um para o outro, mas não fomos...

Habituei-me à complicação que és, às fraquezas que tens, às tuas atitudes, até mesmo às tuas reacções mais intempestivas, aliás, não sei se me habituei ou se aprendi a lidar com elas, já lá vai tantos anos, se calhar aprendi a lidar contigo, e talvez isso me assuste...

Um dia irás perceber que fiz isto para meu bem, não lhe chames egoísmo, chama-lhe: tentativa de ser feliz.

Nunca pedi grandes coisas, nunca exigi de ti algo que não me pudesses dar, nunca te encostei entre a espada e a parede, mas desta vez eu vou fechar a porta do meu mundo, a sete chaves, porque eu preciso de me manter afastada de ti, do teu mundo...

Bolas!!!

Eu preciso de ser feliz!!!

Não é por não te amar, amo-te até demais, mas o teu mundo não é compatível com o meu, e eu cansei-me de deixar o meu mundo para trás por ti, porque tu mantiveste o teu por perto, e nunca paraste para pensar se não deverias integrar-me nele. Eu e tu somos dois mundos diferentes, que por vezes se encontram, mas na maioria do tempo são totalmente opostos.

Fica com o teu mundo, eu ficarei com o meu...

Talvez um dia a gente se volte a encontrar...

 

publicado por margarida às 11:44
link | comentar | favorito

.Todas as fotos aqui publicadas são retiradas da web.SEJA ORIGINAL!!!! DIGA NÃO À CÓPIA... RESPEITE OS DIREITOS DE AUTOR!!!

https://1.bp.blogspot.com/_j3ubHZGDIqo/TTgaUuYnXlI/AAAAAAAAAg0/wGsttV7idGk/S220/Direitos_autorais_%25282%2529.png

.Os meus pensamentos não podem ser presos, levados pelo vento, muito menos cobertos pela areia...pois a liberdade está em sonhar, e o sonhar está na vontade e desejo de AMAR!!!

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.pensamentos recentes

. Olá

. Perder...

. E é isto....

. Preciso de ti...

. (Será) que quero saber?

. ...um dia...talvez...

. Seguir...

. Um sopro...

. Caminhos do destino...

. Tudo passa...

.pensamentos antigos

. Agosto 2015

. Setembro 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds